terça-feira, 7 de julho de 2015

Caixa decorada

Tenho feito algumas arteirices, mas andei meio sem tempo para mostrar.
Assim foi com as saias de babados que fiz para Mi ensaiar quadrilha na escola, que ficaram fofas, mas não lembrei de registrar o passo-a-passo. E embora já tenha passado a animação junina, vou coloca-las aqui, qualquer hora destas.

Sim, mas vamos ao que interessa no momento.
caixa forrada com tecido adesivado decorada com entremeio e entretela dupla face adesivada


A escola da Mi solicitou que decorássemos uma caixa para que os pequenos colecionassem lembranças do período de férias.
Então customizamos uma caixa do Boticário, que recebi de presente.

Ela é toda laminada, por dentro e por fora, com a logomarca da loja.
Este tipo de material não funciona muito bem com cola, que é minha preferência para utilizar os tecidos em forrações. Mas por este detalhe optei pelo tecido adesivado, que até hoje não me acostumei a trabalhar. Prefiro realmente o tecido de algodão com cola, que além de ser infinitamente mais fácil de achar, com inúmeras opções de estampa, é mais simples para aplicar, e mais barato.

Aproveitei os tecidos que tinha em casa, a Mi escolheu a estampa rosa quadriculada, e me ajudou com a aplicação.
Eu puxei o papel de proteção e ela alisou, com a espátula, o tecido, para evitar que enrugasse e formasse bolhas.
A pequena também definiu o acabamento, pensei em colocar sianinha rosa, e a Mi quis um detalhe branco, e o entremeio casou certinho, já que era a opção que tínhamos a mão.

1- Na parte de baixo da caixa:
-medimos a altura, e a largura de todos os quatro lados juntos,
-cortamos uma tira com estas medidas, sem sobras (o tecido adesivado não desfia),
-e cobrimos as laterais com o tecido florido rosa e cinza.
-para o fundo, riscamos a medida da caixa sobre o tecido, e cortamos o retângulo,
-tendo o cuidado de fazer uma perfuração para passar o elástico que a fechava.

2- Para parte superior cortamos como no esquema abaixo, obedecendo as medidas da caixa.
3- Aplicamos uma tira fina de entretela dupla face adesivada, nas bordas,
-passamos o ferro,
-retiramos a película protetora
-aplicados o entremeio já com a fita de cetim,
-passamos o ferro novamente para fixação.

caixa forrada com tecido adesivado decorada com entremeio e entretela dupla face adesivada

caixa forrada com tecido adesivado decorada com entremeio e entretela dupla face adesivada

caixa forrada com tecido adesivado decorada com entremeio e entretela dupla face adesivada
 
caixa forrada com tecido adesivado decorada com entremeio e entretela dupla face adesivada
 
 
Obs.: Cuidado com sua tesoura de cortar tecidos, tanto a entretela quanto o tecido adesivados, estragam seu corte, separe uma mais baratinha para este fim.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Passo a passo de almofada com zíper embutido/ invisível

Eu e Nina (minha máquina de costura) estamos a todo vapor cof cof .

Nesta semana terminamos as almofadas novas, que produzimos para combinar com o novo estofamento do sofá, que antes era claro, e agora tem cor escura.

PAP de almofada com zíper embutido
 
Escolhi o tecido estampado com fundo bege para clarear o ambiente, optei por um gorgurinho bem fofo, que amei.

Foram as primeiras almofadas que fiz, observando as que já tinha, e pelas quais, paguei o serviço de uma costureira.

As duas primeiras não ficaram assim uma maravilha, mas peguei o jeito.


Então aí vai o PAP:

1- Para uma almofada quadrada de 40 cm, com abas de 5 cm, corte 52 cm por 1,12m de tecido.
 PAP de almofada com zíper invisível
2- Meça uma borda de 5 cm e dobre o tecido, do lado mais estreito
 

3- Coloque o zíper  pelo avesso, na borda da dobra, e prenda a outra extremidade com alfinetes.
Utilizei zíper de metro - 52 cm
PAP de almofada com zíper invisível
 
 PAP de almofada com zíper invisível
 
4- Costure na máquina o lado da borda do tecido, e vai ficar assim, com uma aba por cima do zíper.
 
5- Agora vamos prender o outro lado do zíper ao tecido.
Para isto prenda a aba que criamos, com alfinetes,  no sentido contrário.
 
 
 
6-  E do lado avesso do tecido junte as bordas do zíper com a do tecido, também utilizando alfinetes. Costure.
PAP de almofada com zíper invisível
 
7-  Vire para o lado direito
 
8- Meça 5 cm da costura acima da aba, e dobre o tecido, vincando-o bem. 
PAP de almofada com zíper invisível

PAP de almofada com zíper invisível
 
9- Vire para o lado avesso novamente.
PAP de almofada com zíper invisível
 
10-  Prenda o tecido com alfinetes,, seguindo as vincas das dobras que fez.
PAP de almofada com zíper invisível
 
11- Costure as laterais abertas do tecido.
PAP de almofada com zíper invisível
 
12-  Abra o zíper, sem chegar até a borda, e desvire a almofada
PAP de almofada com zíper invisível
 
13- Com um lápis 6B, com resto de sabonete seco, ou o que preferir para riscar tecido, faça um quadrado de aproximadamente 40 cm, deixando 5cm de cada lado até a borda.
E passe a máquina com ponto reto, seguindo a risca.
Um lado do quadrado vai sobrepor a costura existente, que prendeu o zíper.
Atenção para que o puxador do zíper não fique prezo na borda que vai costurar.
PAP de almofada com zíper invisível
 
PAP de almofada com zíper invisível
 
14-  O zíper ficará escondido sob a costura da aba.
PAP de almofada com zíper invisível

PAP de almofada com zíper invisível
 
E a almofada prontinha 
PAP de almofada com zíper invisível
 
 

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Passo a passo de aplique com papel termocolante duplaface

O patch aplique pode ser usado em uma imensidão de itens, no caminho de mesa, no pano de prato, em toalhas, em camisetas, e muitos outros.
passo a passo de aplique em tecido com papel termocolante duplaface

Fiquei apaixonada por este trabalho assim que tive a oportunidade de conhecer de perto.

Ganhei de presente o papel termocolante dupla face da minha prima Dulce,  e de minha amiga Larissa.

Tenho tecidos termocolantes que é só recortar e colar, mas são mais caros, aplicar o papel termocolante ao tecido escolhido, é mais econômico.

Você vai precisar:
papel termocolante dupla face
tecido de algodão
lápis
tesoura
ferro de passar
linha de bordar
agulha ou máquina de costura

1- Com o lápis transfira o motivo escolhido para o lado liso do papel (o rugoso tem cola).
O desenho tem que ficar pelo avesso.
O papel termocolante é fosco, é possível decalcar, mas se não conseguir, utilize papel carbono, ou ainda, decalque em papel transparente, recorte, e risque o contorno em cima do papel termocolante
passo a passo de aplique em tecido com papel termocolante duplaface

2- Recorte o desenho.
Cortei o papel rente ao desenho, mas poderia cortar apenas o retângulo com o nome, e deixar para cortar certinho, já com o tecido.

3-  Coloque o recorte do papel termocolante, no avesso do tecido ( a parte rugosa ficará em contato com o tecido), e passe o ferro (sem vapor - e se for antiaderente melhor)
passo a passo de aplique em tecido com papel termocolante duplaface

4- Recorte o tecido seguindo o desenho

 5- Retire a película do verso com cuidado

6- Cole sobre a peça onde quer fazer a aplicação.
Não se preocupe, se ficar torto dá para retirar e colocar novamente

7- Passe o ferro novamente para fixar
passo a passo de aplique em tecido com papel termocolante duplaface

8- Contorne o aplique com pontos caseados, a mão com agulha, ou na máquina


Prontinho



terça-feira, 5 de maio de 2015

Ponto de cruz - toalhinha para lancheira

Minha mãe tem almofadas com motivos florais, e imagens de animais, bordadas em ponto de cruz por mim (do meu tempo de solteira).
Quando minha irmã mais velha casou, bordei suas toalhas de banho, quando meus sobrinhos entraram na escola, bordei as suas pequenas toalhinhas, para acompanhar a lancheira, e quando a Mi fez o mesmo percurso, mandei bordar à máquina.

Adorava fazer ponto de cruz, era algo absolutamente "desistressante" para mim, mas requer tempo, e com a praticidade dos bordados à maquina, tinha deixado o costume esquecido.
Vontade vai, coragem vem, resgatei esta antiga ocupação para bordar as toalhinhas para Yasmin levar na lancheira.
Antes que perguntem, o tempo continua curto.

toalhinha para levar na lancheira bordada em ponto de cruz

E para quem gosta de trabalhos manuais, e quiser personalizar as toalhinhas dos filhotes, é bem simples:


Material:
Você vai precisar de linha e agulha, para bordar, toalhinha, tesoura e o esquema em ponto de cruz.

  • Utilizo linha para bordar fina da marca Camila. 
  • As toalhinhas que vem com a barra de étamine (tecido próprio para bordar com ponto de cruz), são ideais. 
  • Os esquemas você consegue em revistas especializadas ou na internet.
O alfabeto que utilizei achei neste endereço AQUI, é só imprimir.


Contando os pontos:
Indispensável para dar início ao projeto é a contagem dos pontos, para que seu motivo fique centralizado.

Conte os pontos na toalhinha, horizontais e verticais.
Também conte os do motivo que quer bordar, vertical e horizontal.
Diminua a quantidade do desenho, da quantidade da toalha, e divida o resultado, para que fique com a mesma distância das bordas.

A toalhinha que fiz tinha 195 pontos/quadradinhos, as letras no total 59, na horizontal, então sobraram 136.

Deixei 31 pontos para iniciar, contei 15 entre cada letra, e no final sobraram 30.

Na vertical a toalhinha tinha 52 pontos e a letra mais alta 14, então sobraram 38 pontos. Contei 19 pontos para dar início, e na parte de cima também sobraram 19 pontos em branco.


Dicas para ponto de cruz

 
 
 
Acabamento:
Para que o lado avesso da toalha não fique feio, tente fazer os pontos em um mesmo sentido, e amarre a linha no início e final do trabalho, passando a linha por baixo dos pontos.
Gosto de passar a linha por baixo de 4 pontos em média, para ficar bem firme.
Dicas para ponto de cruz
 
Não é necessário dar nós.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

A Primeira cortina

Até esta data minha sala de estar seguia ao sabor da luz do dia, sem cortinas.

Mudamos para o atual apartamento a um tempinho (cof, cof), providenciei as cortinas do quarto de Mi quase que imediatamente, e a da sala, o tempo foi passando, passando, e, ...
Chegou hoje, o dia que consegui termina-las.
cortina

Sim, sim, sim.
Com muita alegria, e aquele delicioso sentimento de dever cumprido.

Pode parecer fácil, mas entre todos as ocupações domésticas, os cuidados com a pequena e os compromissos de "mãetorista", com atividades extras somando-se ao horário de escola, não fica tão simples assim.
Contudo entre uma ida e vinda, e outros afazeres, ela nasceu.
só para mostrar o forro sem franzido

dicas para cortina


dicas para cortina

dicas para cortina

Durante o processo muitas dúvidas surgiram, então listei abaixo minhas descobertas, para lhe ajudar, na hipótese de resolver fazer a sua você mesma:

1- A era dos blackouts parecendo plástico acabou.
Hoje temos muitas opções em tecidos grossos, e com grande variedade de cores.

2- Em lojas especializadas você encontra tecidos apropriados com largura de 3 m, em média, o que facilita a produção - menos emendas, menos costuras, menos trabalho.

3- Meça sua porta ou janela e calcule uma sobra de tecido de 30 cm, no mínimo, para cada lado.

4- A cortina arrastando no chão alguns centímetros ficará mais bonita, e vedará melhor a luz.

5- Se não gostar da opção dos blackouts, e que também são mais caros, o Oxford, ou o cetim podem substituir bem.

5- O tecido para o forro não precisa ter muita sobra, pois por cima ficará o tecido principal ( no caso de colocá-los em trilhos ou varões separados)

6- Para a cortina principal calcule o dobro da largura, incluindo a sobra de 30 cm (a do quarto de Mi a costureira solicitou tecido equivalente a 3 vezes a medida do espaço, e achei que ficou exageradamente franzida).
Para calcular a altura da cortina pense na sobra para a bainha e também o tecido necessário para aplicar ilhoses, ou o "rolozinho" para encaixar o varão.
dicas para cortina

7- Para locais com rebaixamento de gesso o ideal é a cortina com trilho suíço.

8- Mas eu sou do contra e coloquei varão duplo, um para a cortina e outro para o forro.
Entretanto, não coloquei os ilhoses, porque eles ficariam escondidos.
Assim poupei o trabalho de os aplicar ao tecido, e economizei um tantinho.
E neste caso, optei pelo varão mais fino, pelo espaço restrito.
suporte duplo ao centro da cortina, preso ao teto

9- Os varões são vendidos em tamanhos padrões (1,5 - 2,0 - 3,0 m), e algumas lojas cortam e deixam no tamanho desejado.

10- Prefira os inteiros, os com emendas no meio, tendem a envergar, e podem desencaixar com o peso da cortina.

11- Se o varão for muito cumprido, devido a largura da porta ou janela, será necessário além dos suportes nos cantos, um no meio, para impedir que o varão ceda.

12- Os suportes podem ser fixados nas laterais da parede, ou presos ao teto.

13- Prefira tecidos neutros e discretos, assim fica mais fácil combina-los com a decoração do ambiente.

14- Não se intimide com as medidas do tecido. Tente, vai dar certo.
A minha ficou linda ehhhh